Atentado contra ônibus militar mata 13 no Paquistão

Por Faris Ali PESHAWAR, Paquistão (Reuters) - Um atentado a bomba contra um ônibus da Aeronáutica, reivindicado pelo Taliban, matou 13 pessoas e feriu 10 na terça-feira em Peshawar, no Paquistão, segundo a polícia.

Reuters |

O país tem registrado vários atentados contra forças de segurança nos últimos meses. O Taliban paquistanês disse que o novo ataque foi uma reação a operações militares contra militantes da Al Qaeda e do Taliban.

Cerca de 150 militantes, inclusive um dirigente da Al Qaeda, foram mortos nos combates e bombardeios dos últimos dias na região de Bajaur, ao norte de Peshawar.

'Alertamos que se eles não parassem de matar nossa gente (...) reagiríamos, e assim fizemos', disse à Reuters por telefone, de um lugar não-revelado, Maulvi Omar, porta-voz do Taliban.

'Vamos manter tais ataques até que eles parem as operações militares contra nossa gente.'

A explosão ocorreu na periferia de Peshawar, capital da Província de Fronteira Noroeste. O ônibus cruzava uma ponte para chegar à cidade.

Um repórter da Reuters no local disse que o ônibus ficou totalmente carbonizado, e que a explosão abriu um buraco na ponte. A polícia disse que os mortos são cinco oficiais da Força Aérea e oito civis.

A violência dos últimos meses diminuiu a partir de fevereiro, quando tomou posse um governo de coalizão liderado pelo partido da falecida ex-primeira-ministra Benazir Bhutto.

O novo gabinete abriu negociação com militantes, com a ajuda de intermediários, mas o processo foi interrompido em junho, por iniciativa do dirigente rebelde Baitullah Mehsud.

Desde então, os ataques recrudesceram.

(Reportagem adicional de Kamran Haider, Zeeshan Haider e Sahibzada Bahauddin)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG