Atentado contra o Exército mata dezenas no Afeganistão

Ataque suicida em centro de recrutamento de Kunduz deixa ao menos 36 mortos e mais de 40 feridos

iG São Paulo |

Reuters
Militares passam por sapatos de vítimas de ataque suicida em Kunduz, no Afeganistão

Um ataque suicida contra um centro de recrutamento do Exército no norte do Afeganistão deixou ao menos 36 mortos nesta segunda-feira, no terceiro grande atentado na região em menos de um mês, informou o vice-governador da província de Kunduz.

O porta-voz do Taleban, Zabihullah Mujahid, assumiu a responsabilidade pelo ataque em nome do grupo militante. O atentado deixou mais de 40 feridos, segundo as autoridades.

De acordo com o vice-governador de Kunduz, Hamdullah Danishi, o homem-bomba detonou os explosivos em local próximo a um grupo de voluntários que se apresentava a um centro de recrutamento do Exército. O mesmo centro foi alvo de um ataque em dezembro, que matou oito soldados e policiais. O Taleban também assumiu a responsabilidade por este atentado.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, condenou o ataque desta segunda-feira e expressou suas condolências aos sobreviventes.

Na semana passada, o chefe de polícia de Kunduz foi morto em um ataque suicida enquanto patrulhava a cidade. No final de fevereiro, outro homem-bomba matou ao menos 30 pessoas em um prédio do governo.

Com Reuters e AP

    Leia tudo sobre: afeganistãoatentadoviolênciatalebanataque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG