Atentado contra ministro do Trabalho mata 11 em Bagdá

BAGDÁ - Pelo menos 11 pessoas morreram e outras 22 ficaram feridas hoje na explosão de um carro-bomba conduzido por um suicida que tinha como alvo a comitiva do ministro do Trabalho e Assuntos Sociais iraquiano, Mahmoud al-Sheikh Radi, que no momento do atentado não se encontrava no local.

Redação com agências internacionais |

Fontes policiais asseguraram à Agencia Efe que o suicida atirou seu veículo contra uma das patrulhas policiais que acompanhava o comboio no centro da capital. O atentado foi registrado às 8h locais (3h de Brasília).

As fontes disseram ainda que entre os mortos há vários agentes, mas não informaram o número de uniformizados que perderam a vida.

Devido à potência da explosão, dois veículos da Polícia ficaram destruídos e diversos carros acabaram danificados.


Pelo menos 11 pessoas morreram e outras 22 ficaram feridas / AFP

As forças de segurança isolaram a região para facilitar o deslocamento dos feridos aos hospitais.

Alvos públicos

Ataques contra pessoas públicas e ministros do governo iraquiano diminuíram desde que a segurança no país teve melhorias.

O incidente desta quinta-feira acontece horas antes de o Exército americano passar o controle da província de Babil, ao sul de Bagdá, às forças iraquianas.

Leia mais sobre atentado

    Leia tudo sobre: atentado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG