Um atentado suicida contra uma madrasa (escola muçulmana) nesta quinta-feira no Paquistão deixou 30 feridos, segundo as autoridades regionais, que mais cedo haviam anunciado a morte de 10 pessoas no ataque.

Um homem-bomba invadiu a madrasa de Tanzeem Amar Bil-maruf wal Nahi Al-munkar, (Movimento para a Promoção da Virtude e Erradicação do Vício), um grupo que compartilha a filosofia dos talibãs afegãos.

rj/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.