Atentado com bomba na Somália deixa 8 mortos

Mogadíscio, 12 ago (EFE) - Uma bomba que explodiu quando um comboio militar passava em um subúrbio de Mogadíscio matou seis civis e dois soldados das tropas etíopes que apóiam o Governo de transição da Somália, confirmaram à Agência Efe um porta-voz de um grupo insurgente e testemunhas.

EFE |

"Detonamos uma bomba quando passava uma caravana de veículos militares etíopes, matamos alguns soldados e destruímos vários caminhões", disse por telefone celular Moussa Ali, do grupo Al-Shabab, facção armada da antiga União das Cortes Islâmicas da Somália (UCI).

O rebelde afirmou que os soldados etíopes responderam abrindo fogo "indiscriminadamente contra civis inocentes" que passavam pelo lugar.

O atentado do grupo fundamentalista islâmico aconteceu no distrito de Wanlaweyn, no noroeste do capital somali, e no tiroteio das forças militares etíopes pelo menos dez civis ficaram feridos, disseram à Agência Efe testemunhas.

"As tropas etíopes começaram a disparar em todas as direções e vi as pessoas caindo", contou uma das testemunhas.

Já outra fonte responsabilizou os insurgentes pela morte de "gente inocente".

O comboio militar se dirigia à cidade de Baidoa, situada 230 quilômetros ao noroeste de Mogadíscio e onde o contingente militar etíope na Somália tem sua base principal. EFE aa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG