Atentado com bomba e tiroteios deixam 9 mortos no sul da Tailândia

BANGCOC - Pelo menos nove pessoas, entre elas dois policiais, morreram e 13 ficaram feridas em um atentado com bomba e dois tiroteios cometidos nas últimas 24 horas na região sul da Tailândia, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

No começo da manhã, a explosão de uma bomba em frente a um posto de gasolina na província de Narathiwat deixou 7 mortos e 13 feridos, três dos quais se encontram em estado crítico.

Segundo as primeiras investigações, um suposto guerrilheiro islâmico disfarçado de comerciante de verduras entrou em uma loja e agrediu o proprietário, que ficou inconsciente enquanto o atacante colocava a bomba.

O Exército tailandês acredita que o ataque foi uma represália pela detenção, no início do mês, de vários insurgentes.

Antes, na quinta-feira à noite, foram mortos a tiros um civil de 60 anos e um agente da Polícia de 32 anos na vizinha província de Pattani.

Mais de 3,5 mil morreram no sul da Tailândia desde que os rebeldes islâmicos retomaram a luta armada, em janeiro de 2004, após uma década de pouca atividade guerrilheira.

Os ataques com armas leves, assassinatos e atentados com bomba ocorrem diariamente nas três províncias de maioria muçulmana de Narathiwat, Pattani e Yala, apesar da mobilização de 31 mil agentes das forças de segurança.

Leia mais sobre Tailândia

    Leia tudo sobre: tailândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG