Ataques talibãs matam 16 oficiais em Kandahar

Quinze policiais e um agente do serviço secreto afegão morreram neste sábado em uma série de ataques

AFP |

"Quinze membros das forças de polícia e um agente da Direção Nacional de Segurança (NDS) morreram nos ataques em Kandahar", declarou o governador da província de mesmo nome, Toryalai Weesa. A fonte acrescentou que 50 pessoas - 23 policiais, dois agentes da NDS e 25 civis, entre eles nove estudantes - ficaram feridos, alguns em estado grave.A Força da Otan no Afeganistão (Isaf) indicou que dois civis e um soldado afegão morreram.

Os insurgentes atacaram a sede da polícia com armas de fogo a partir do hotel Zarnegar Hall, um edifício a 50 metros do prédio oficial do qual tomaram o controle.Eles dispararam com fuzis, lança-foguetes e metralhadoras contra a sede da polícia postados no Zarnegar Hall, um grande hotel de seis andares especializados em festas de casamento e situado a uns 50 metros do prédio alvo.

Os combates ao redor da sede da polícia, que duraram horas, terminaram à tarde.Além do ataque, os terroristas também posicionaram seis carros-bombas perto da sede da polícia. Três explodiram, mas as forças de segurança conseguiram desativar os outros, segundo informou o chefe da polícia do sul de Kandahar, general Salem Ehsas.

Uma explosão e disparos foram ouvidos durante o dia em outros bairros da ex-capital do regime talibã (1996-2001).Os insurgentes talibãs reivindicaram os ataques. Várias testemunhas disseram ter visto soldados americanos a Isaf participar nos combates perto da sede da polícia, junto a policiais afegãos, mas a Isaf desmentiu sua participação.Desde que foram derrotados por uma coalizão internacional encabeçada pelos americanos no final de 2001, os talibãs travam uma rebelião sangrenta no Afeganistão contra o governo de Cabul e a força internacional, composta por 140.000 homens.

    Leia tudo sobre: AfeganistãoConflito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG