Ataques que miravam Otan matam quatro guardas afegãos

Explosões aconteceram no sudeste do Afeganistão; ninguém assumiu autoria dos atentados

EFE |

Quatro guardas de segurança afegãos que escoltavam um comboio da Otan morreram e outros quatro ficaram feridos neste sábado em duas explosões registradas no sudeste do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte policial.

As explosões aconteceram à passagem de um comboio de provisões para a missão da Otan no Afeganistão, a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf, na sigla em inglês), na província de Ghazni. "Dois guardas morreram e quatro ficaram feridos na primeira explosão, enquanto outros dois morreram na segunda", disse à Efe o chefe interino da Polícia provincial, Mohammad Hussain.

Nenhum porta-voz talibã assumiu a autoria dos atentados. Os insurgentes talibãs costumam recorrer a minas contra o Exército afegão e as tropas da Isaf em sua luta para alcançar a saída das tropas estrangeiras e implantar um regime extremista islâmico no Afeganistão.

    Leia tudo sobre: AFEGANISTÃOCONFLITO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG