Ataques no Paquistão matam ao menos 31 rebeldes

ISLAMABAD - Pelo menos 31 rebeldes, vários deles estrangeiros, morreram nas últimas 24 horas em ações do Exército no norte e no noroeste do Paquistão, informou neste domingo o comando militar.

EFE |

Ontem, 30 insurgentes perderam a vida em bombardeios da aviação paquistanesa sobre duas localidades na área de Makeen, na província do Waziristão do Sul.

Segundo a nota do Exército, outros 50 insurgentes ficaram feridos no bombardeio sobe essa conflituosa região tribal, reduto do líder dos talibãs paquistaneses, Baitula Mehsud, e refúgio de militantes da organização Al Qaeda.

Os militares do Paquistão também admitiram a morte de um soldado no Vale do Swat e afirmaram que um insurgente morreu durante uma emboscada na região de Jani Khel, no distrito de Bannu.

Diferentes meios de comunicação paquistaneses noticiaram a morte de dezenas de insurgentes em Bannu, onde as tropas lançaram uma operação com direito a helicópteros e constantes bombardeios sobre as posições insurgentes.

Para os analistas, o Exército paquistanês está se preparando para entrar no Waziristão do Sul. Nesta localidade, um novo ataque com mísseis, perpetrado por um avião não-tripulado dos Estados Unidos, matou três pessoas.

Leia mais sobre: Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG