Ataques no Afeganistão matam 4 civis estrangeiros e 4 soldados

Por Ismail Sameem KANDAHAR, Afeganistão (Reuters) - Um carro-bomba explodiu e matou ao menos três estrangeiros e seus seguranças afegãos na cidade de Kandahar, ao sul do Afeganistão, nesta quinta-feira, enquanto quatro soldados alemães foram mortos em um outro ataque no norte.

Reuters |

A explosão em Kandahar ocorreu horas após a forte explosão de um outro carro-bomba no centro da cidade, local de inúmeras outras explosões nas últimas semanas, às vésperas de uma grande ofensiva planejada pelas tropas dos Estados Unidos nos próximos meses.

"O ataque foi numa empresa de segurança. Há algumas vítimas. Alguns estrangeiros foram feridos e mortos; alguns seguranças foram mortos", disse à Reuters Ahmad Wali Karzai, chefe do conselho provincial de Kandahar.

Ele afirmou que informações preliminares indicaram que ao menos três estrangeiros foram mortos e nove ficaram feridos.

Um policial, Mohammad Nabi, disse que sete estrangeiros, provavelmente britânicos, foram mortos na explosão, no entanto as informações eram desencontradas. Duas outras fontes de segurança disseram que havia seis mortos, inclusive três estrangeiros.

Um médico em um hospital no centro de Kandahar, Farhad, que usa apenas um nome, disse que o corpo de um estrangeiro foi encaminhado ao necrotério da unidade. Dezesseis afegãos e um estrangeiro feridos foram atendidos no hospital, disse ele.

O ataque ocorreu horas após outro carro-bomba ter explodido perto de um hotel, destruindo lojas e carros. Nabi disse que seis pessoas ficaram feridas no primeiro ataque.

Cidade onde o Taliban surgiu, Kandahar deve ser o foco de uma ofensiva militar norte-americana contra a insurgência, e o grupo militante aumentou seus ataques no passado como forma de alertar as forças da Otan.

Separadamente, na província de Baghlan, no norte do Afeganistão, quatro soldados alemães morreram e cinco ficaram feridos ao serem atacados por insurgentes no ataque mais letal para tropas estrangeiras neste ano.

Aparentemente, insurgentes atiraram um foguete contra um grupo de soldados, alguns dos quais estavam em um veículo blindado, perto do campo Pol-i-Khomri, disse o Ministério de Defesa alemão em uma carta aos membros do Parlamento.

(Reportagem adicional de Sabine Siebold e Peter Graff)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG