Ataques israelenses impedem Egito de enviar ajuda humanitária a Gaza

Cairo, 4 jan (EFE).- Os ataques ininterruptos de Israel contra a Faixa de Gaza impediram que o Egito enviasse ajuda humanitária aos palestinos pela passagem fronteiriça de Rafah, denunciou hoje o governador do norte do Sinai, Mohammed Shusha.

EFE |

Segundo Shusha, citado pela agência oficial de notícias egípcia "Mena", as autoridades do país estão preparadas para o envio da ajuda humanitária a Gaza, mas os bombardeios israelenses impedem sua passagem para o outro lado da fronteira.

No momento, aproximadamente 30 caminhões carregados com remédios e equipamentos médicos aguardam liberação no lado egípcio do posto fronteiriço de Rafah, acrescentou a "Mena".

Além disso, vários palestinos que ficaram feridos durante as operações militares israelenses contra Gaza não conseguiram chegar ao cruzamento de Rafah para serem transferidos para hospitais egípcios, dada a intensidade dos bombardeios perto da fronteira com o Egito.

O ministro de Assuntos Exteriores do país, Ahmed Aboul Gheit, pediu hoje ao Conselho de Segurança (CS) da ONU que estude a criação de "corredores de segurança" dentro de Gaza, por meio dos quais seria possível transferir alimentos e remédios aos palestinos na faixa territorial até o fim das operações israelenses.

Segundo o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores egípcio, Hosam Zaki, esta proposta tem como objetivo proteger os civis palestinos das repercussões da ofensiva israelense, sobretudo da invasão terrestre. EFE hh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG