Ataques e combates no Afeganistão matam 14 civis e 17 talibãs

Cabul, 23 ago (EFE).- Um total de 14 civis morreu hoje em ataques com explosivos em duas províncias do Afeganistão, enquanto 17 insurgentes talibãs foram abatidos em combates com forças afegãs e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Helmand (sul), informaram à Agência Efe fontes distintas.

EFE |

Dez civis, entre eles duas crianças e uma mulher, morreram na explosão de um microônibus sobre uma mina no distrito de Shah Wali Kot, na província de Kandahar (sul), disse o chefe da Polícia regional, Matiullah Khan.

Segundo Khan, quatro civis ficaram feridos no ataque, atribuído aos talibãs.

Outras quatro pessoas morreram e sete ficaram feridas na explosão de uma bomba dentro de uma valeta no distrito de Tani, na província de Khost (leste), segundo o chefe de Polícia distrital, Wali Jangikhel.

Hoje, continuaram os combates iniciados ontem na província de Helmand, onde estão as tropas britânicas da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) que a Otan comanda no Afeganistão.

Segundo o chefe da Polícia de Helmand, Mohammad Hussain Andiwal, 17 insurgentes morreram na operação que os soldados afegãos e da Isaf lançaram sexta-feira no distrito de Nad Ali, na qual também ficaram feridos dois soldados do Exército do Afeganistão.

Cálculos de jornalistas elevam para cerca de 2.800 o número de mortos em combates, atentados e bombardeios no Afeganistão este ano.

A Comissão Independente de Direitos Humanos do Afeganistão (AIHRC, na sigla em inglês) cifrou hoje em mais de 900 os civis mortos este ano tanto em operações das forças internacionais no como em ataques da insurgência talibã. EFE lo/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG