Ataques e atentados matam 11 pessoas no Iraque

BAGDÁ - Pelo menos onze pessoas morreram e outras 65 ficaram feridas em ataques e atentados perpetrados na noite desta sexta-feira em Bagdá e outras regiões do Iraque, informaram fontes do Ministério do Interior iraquiano.

EFE |

Segundo estas fontes, dez pessoas perderam a vida e mais de 60 ficaram feridas em enfrentamentos entre seguidores do clérigo radical xiita Moqtada al-Sadr e tropas iraquianas e americanas no bairro xiita de Cidade de Sadr, no leste de Bagdá.

Os combates explodiram quando as forças mistas entraram em alguns bairros da zona para realizar batidas e deter algumas pessoas procuradas pela polícia, indicaram.

A operação de segurança contou com o apoio aéreo americano, que bombardeou alguns pontos da região.

O bloco político de Sadr informou hoje em comunicado que os enfrentamentos que ocorrem na Cidade de Sadr desde março mataram 398 pessoas e deixaram mais de 1.331 feridos, além de 98 casas destruídas e dezenas de lojas e carros incendiados.

Outras mortes

A explosão de uma bomba na passagem de uma patrulha militar iraquiana causou ontem à noite a morte de militar e deixou quatro feridos no bairro Al-Yarmouk, no oeste da capital iraquiana.

As fontes assinalaram ainda que um civil ficou ferido em um ataque com morteiros lançado por desconhecidos no centro de Bagdá.

Além disso, cinco homens suspeitos foram detidos por Forças de Segurança iraquianas e soldados americanos em várias batidas na cidade de Hilla, cerca de 100 quilômetros ao sul da capital iraquiana.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG