Ataques dos EUA mataram dezenas no Afeganistão--Cruz Vermelha

Por Sharafuddin Sharafyar HERAT, Afeganistão (Reuters) - Ataques aéreos liderados pelos EUA mataram dezenas de afegãos, incluindo mulheres e crianças, disse a Cruz Vermelha na quarta-feira, aparentemente confirmando um incidente que pode ofuscar um encontro entre presidentes dos dois países.

Reuters |

Rohul Amin, governador da província de Farah Ocidental, disse temer que mais de cem civis tenham sido mortos durante uma batalha entre segunda e terça-feira. O chefe de polícia provincial Abdul Ghafar Watandar disse que o número de mortos pode ser ainda maior.

Caso confirmados, os números podem fazer desse incidente o mais mortal para civis afegãos desde a campanha para derrubar o Taliban, em 2001.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, se encontrará nesta quarta-feira com o presidente dos EUA, Barack Obama, em Washington. Será o primeiro encontro entre os dois líderes desde a posse de Obama.

Karzai enviou uma delegação com membros dos EUA e do Afeganistão para investigar o incidente, disse seu gabinete.

"O presidente classificou a perda de civis como injustificável e inaceitável e tratará disso com Obama", disse o palácio presidencial em um comunicado.

A perda de civis é fonte de grande tensão entre Washington e Kabul em um período de aumento da violência promovida pelo Taliban e com o anúncio de que as tropas dos EUA no país mais do que dobrarão até o final do ano.

Obama declarou que o Afeganistão e o vizinho Paquistão serão as maiores prioridades militares de Washington. Karzai, Obama e o presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, discutirão estratégias para a região em um encontro na Casa Branca na quarta-feira.

(Reportagem adicional de Hamid Shalizi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG