Ataques do Taliban no centro de Cabul matam 16

Por Michael Georgy e Hamid Shalizi CABUL (Reuters) - Militantes do Taliban abriram fogo, lançaram granadas e usaram homens-bomba numa série de ataques no centro de Cabul, nesta sexta-feira, matando ao menos 16 pessoas.

Reuters |

Os ataques representam um desafio ao governo afegão apoiado pelo Ocidente e são uma resposta à ofensiva da Otan para eliminar o Taliban.

Entre os mortos estavam oito afegãos, inclusive três policiais, quatro cidadãos indianos e um italiano, segundo informações do Ministério do Interior afegão. O Ministério de Relações Exteriores da França disse que um cidadão francês também foi morto no incidente.

O ataque ocorreu no momento em que tropas estrangeiras lideradas pela Otan e forças afegãs iniciavam uma ofensiva contra o Taliban em sua base na província de Helmand, elemento chave da nova estratégia de Washington para eliminar a crescente insurgência.

Cerca de 38 pessoas ficaram feridas durante o ataque de duas horas que se iniciou depois que pelo menos um homem-bomba detonou explosivos em frente a uma casa de pensão frequentada por indianos.

"Ouvi uma grande estrondo", disse à Reuters a testemunha Quaree Sameh. "O vidro estilhaçou. Os agressores estavam jogando granadas e atirando."

A explosão acionou alarmes de carros e soltou nuvens de densa fumaça no ar frio da manhã no início do final de semana afegão.

"Eu estava dentro do meu quarto quando ouvi uma barulhenta explosão e então não conseguia ver se pessoas estavam mortas ou feridas porque tranquei minha porta", disse um indiano que se identificou como Kashif, e estava hospedado na pensão.

Forças de segurança afegãs usando coletes à prova de balas correram para o local, que tem o maior shopping center de Cabul, e trocaram tiros com os militantes. Outros retiraram os indianos feridos nas costas ou em macas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG