Ataques do Taliban matam 20 no Afeganistão

Por Hamid Shaliz CABUL (Reuters) - Militantes do Taliban mataram 20 pessoas em três ataques simultâneos em edifícios do governo na capital afegã, Cabul, na quarta-feira, salientando a intensidade da insurgência enfrentada pelo governo afegão e seus aliados.

Reuters |

Aparentemente, o objetivo dos militantes era atirar e matar quantas pessoas fosse possível antes de se explodirem, em ataques semelhantes aos de Mumbai, na Índia, em novembro.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que prometeu priorizar o Afeganistão em sua política externa, exigiu uma revisão da estratégia para o país. Ele deve dobrar o número de tropas norte-americanas no país, para 60.000 soldados.

Os incidentes ocorrem durante um período de piora na segurança do país e um dia antes da visita de Richard Holbrooke, o novo enviado especial dos EUA ao Afeganistão e ao Paquistão. Holbrooke admitiu que o Afeganistão será "um desafio mais difícil que o Iraque".

Grupos de militantes tentaram atacar três prédios do governo em Cabul, por volta das 10h no horário local (3h30 de Brasília).

Um insurgente tentou invadir o Ministério da Educação, mas foi morto, de acordo com o ministro do Interior, Hanif Atmar, em uma coletiva de imprensa.

Minutos depois, cinco insurgentes invadiram o Ministério da Justiça, após matar dois seguranças. Um policial seguiu o grupo e matou um dos militantes, enquanto os outros saíram e atiraram contra todos.

Dez pessoas foram mortas antes de a polícia invadir o prédio e matar os insurgentes.

No norte de Cabul, dois homens-bomba invadiram uma prisão do governo. Um guarda matou um antes de ser morto pelo segundo suicida que entrou no prédio, acionou seus explosivos e matou sete policiais.

"No total, 20 pessoas morreram e 57 ficaram feridas", disse Atmar.

Um porta-voz do Taliban assumiu a autoria dos ataques, dizendo que eram vingança ao tratamento dado aos insurgentes presos.

Em um evento separado, quatro soldados afegãos foram mortos na quarta-feira, quando uma bomba colocada em uma estrada atingiu o veículo em que estavam, durante operação na província de Logar, ao sul de Cabul, disse o porta-voz provincial, Deen Mohammad Darwesh, a repórteres. Em um ataque similar, um soldado estrangeiro e seu tradutor afegão foram mortos.

Outros quatro civis e um membro do Taliban foram mortos em um ataque aéreo das forças estrangeiras em diferentes partes de Logar, segundo o porta-voz.

O Taliban, que foi deposto após uma invasão liderada pelos Estados Unidos em 2001, está tentando retornar ao poder nos últimos anos, e empreendeu uma série de ataques de grande escala em Cabul no ano passado.

Alguns dos ataques foram coordenados com a ajuda das forças de segurança, segundo autoridades do governo.

O aumento da violência ocorreu apesar do aumento do número de tropas estrangeiras no país -- atualmente são 70 mil militares. Mais 17 mil soldados norte-americanos devem chegar ao país neste ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG