Ataques deixam 35 mortos em Kandahar, no sul do Afeganistão

KANDAHAR - Uma série de ataques suicidas deixou pelo menos 35 mortos, incluindo civis e policiais, e mais de 50 feridos neste sábado no centro da cidade de Kandahar, ao sul do Afeganistão, disse o chefe de um hospital local.

iG São Paulo |

Reuters
Policiais chegam ao local da explosão
A primeira explosão ocorreu perto da prisão de Kandahar e a segunda aconteceu perto da residência do meio-irmão do presidente Hamid Karzai, Ahmad Wali Karzai, que é chefe do conselho provincial de Kandahar. As outras duas explosões aconteceram no mercado Al-Arquejem e perto da casa do governador, Gul Agha Sherzai.

De acordo com a agência, após as explosões foram ouvidos tiros e houve lançamento de foguetes sobre a cidade. Um oficial da polícia local confirmou quatro explosões, duas delas suicidas.

"Não posso sair da minha casa, a cidade foi atacada por foguetes e também há tiroteios", disse um morador de Kandahar à "AIP".

Televisões e rádio locais estão convocando a população a ir ao Hospital Mirwias para doar sangue para as vítimas, enquanto o Departamento de Saúde pediu a todos os funcionários do centro médico que estejam prontos para socorrer os feridos.

Um porta-voz da milícia islâmica do Taleban disse que vários suicidas fizeram diferentes ataques na cidade, que foi capital do regime fundamentalista que governou o Afeganistão entre 1996 e 2001.

Kandahar, a segunda maior cidade do Afeganistão, tem sido palco de inúmeros ataques do Taliban. Forças dirigidas pelos Estados Unidos planejam lançar uma operação este ano para recupar a cidade e as áreas que as cercam, cada vez sob um maior controle insurgente.

*Com informações da Reuters e EFE

Leia mais sobre Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG