Ataques deixam 11 mortos, entre eles quatro peregrinos, no Iraque

Onze pessoas, entre elas quatro peregrinos xiitas e um soldados, morreram nesta segunda-feira em vários ataques no Iraque, indicaram fontes policiais e médicas.

AFP |

Em Al Obeidi, no leste de Bagdá, quatro peregrinos xiitas morreram e 13 foram feridos na explosão de uma bomba contra o miniônibus em que estavam, de volta da peregrinação para a cidade santa de Kerbala (sul), informou a Polícia.

"Duas mulheres estão entre os feridos", acrescentou.

Os hospitais de Al Kindi e de Ibn Nafis confirmaram este número.

Milhões de peregrinos xiitas comemoraram na noite de domingo o martírio de Hussein, neto do profeta Maomé, no ano 680.

Importantes medidas de segurança foram adotadas para tentar evitar atentados como os ocorridos na semana passada, nos quais morreram 46 pessoas.

Pouco antes, quatro pessoas morreram e 11 foram feridas no bairro popular xiita de Sadr City, em Bagdá, na explosão de uma bomba na estrada por onde o ônibus passava.

No dia anterior, no mesmo bairro, outra bomba explodiu perto de um mercado, matando uma pessoa e ferindo outras 19.

Em Mossul, a 370 k de Bagdá, mais uma bomba matou um soldado iraquiano. Além disso, na mesma cidade, dois civis sunitas foram mortos por indivíduos armados em dois ataques distintos. A primeira vítima circulava de carro e levou tiros, a segunda andava pela rua quando desconhecidos abriram fogo contra ela de um carro.

str-iba/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG