Ataques de rebeldes do FMLI deixam ao menos 11 mortos nas Filipinas

Manila, 25 jun (EFE).- Pelo menos onze pessoas morreram hoje, entre elas um civil, em dois ataques da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI) em Mindanao, a principal ilha do sul das Filipinas e cenário de um conflito separatista islâmico.

EFE |

Fontes militares disseram que dez rebeldes do FMLI morreram e as tropas governamentais não sofreram baixas nos combates ocorridos nos municípios de Maitum e Tugaig, na província de Sarangani.

No entanto, o porta-voz do FMLI, Eid Kabalu, negou que tivessem morrido homens de seu grupo e atribuiu quatro mortes ao Exército, além de culpar as tropas governamentais dos confrontos.

O Governo e o FMLI começaram a negociar a paz em 2000, no ano seguinte estabeleceram uma trégua e em julho de 2003 assinaram um acordo para o fim das hostilidades, que nem sempre respeitaram.

As negociações de paz estão estagnadas na última fase, a que trata dos territórios reivindicados pelo FMLI e sua exploração. EFE jgb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG