Ataques contra xiitas matam pelo menos 36 no Iraque

Pelo menos 36 pessoas morreram em ataques a bomba contra muçulmanos xiitas que comemoravam uma data religiosa no Iraque, informaram as autoridades do país nesta sexta-feira. Um dos ataques aconteceu nas proximidades da cidade de Mosul, norte do país, onde um carro-bomba explodiu na parte externa de uma mesquita xiita, matando ao menos trinta pessoas.

BBC Brasil |

Segundo a polícia, outras 61 pessoas ficaram feridas na explosão, o que pode fazer com que o número de mortos aumente.

Seis peregrinos xiitas também foram mortos em Bagdá após bombas terem sido detonadas em uma estrada enquanto eles voltavam da cidade de Karbala, onde participavam dos festivais em homenagem a Mohammed Al-Mahdi, o 12º e último imã xiita.

Tensões sectárias
De acordo com Natalya Antelava, correspondente da BBC em Bagdá, o governo iraquiano tem acusado extremistas sunitas ligados à Al-Qaeda de tentarem reiniciar as tensões sectárias no país.

Embora a maioria dos ataques dos últimos dias tenham tido como alvo membros da comunidade xiita, sunitas também foram vítimas de atentados, segundo a correspondente da BBC.

Na semana passada, 29 pessoas foram mortas em ataques contra mesquitas xiitas em Bagdá.

Há dois dias, no entanto, outro atentado matou três pessoas e feriu outras em uma vizinhança sunita de Bagdá.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG