Ataques contra cristãos deixam mortos e feridos no Iraque

Ações foram cometidas em seis bairros da capital Bagdá contra comunidade religiosa, alvo de atentados recentes

iG São Paulo |

Pelo menos dois cristãos morreram e 12 pessoas ficaram feridas, na noite desta quinta-feira, em seis atentados praticados em menos de duas horas contra residências pertencentes a cristãos em Bagdá, anunciou um funcionário do ministério do Interior, que preferiu não ter o nome divulgado.

Os ataques foram cometidos a partir das 19h30 locais em seis bairros da capital iraquiana contra uma comunidade alvo de vários atentados nos dois últimos meses.

A ação mais mortífera foi registrada no bairro de Al Ghadir, centro de Bagdá, com a explosão de uma bomba artesanal que matou dois cristãos e causou três feridos. Outras explosões foram registradas, mas sem causar vítimas.

Em novembro, o líder cristão iraquiano Athanasios Dawood recomendou a todos os fiéis que abandonem o país, após o mais recente ataque contra uma igreja cristã em Bagdá.

Dawood, que vive na Grã-Bretanha, pediu ao governo britânico que reconheça a condição de refugiados dos cristãos iraquianos que solicitarem asilo por conta da tensão religiosa.

Igreja

No fim de outubro, ao menos 52 pessoas morreram durante uma operação para libertar reféns detidos em uma igreja em Bagdá.

Cerca de 100 pessoas assistiam à missa na Igreja da Nossa Senhora da Salvação, a maior igreja cristã da capital iraquiana, quando um grupo de homens armados invadiu o local e fez dezenas de pessoas reféns.

Os militantes diziam ser do Estado Islâmico do Iraque, grupo sunita supostamente ligado à Al-Qaeda. Eles exigiam a libertação de militantes da Al-Qaeda presos no Iraque e no Egito, de acordo com a imprensa iraquiana.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: iraquecristianismoreligiãocristãosbagdá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG