Bagdá, 12 jul (EFE).- Três igrejas de Bagdá foram hoje alvo de vários ataques com explosivos, que não deixaram vítimas fatais, mas feriram oito pessoas, informou uma fonte do Ministério do Interior iraquiano.

As igrejas atacadas ficam nos bairros de Al-Wahda, Al-Gadir e Al-Tahria, situados no centro de Bagdá, e as explosões ocorreram de forma quase simultânea.

A fonte disse também que, ontem à noite, a Igreja de Mar Youssef - pertencente à igreja cristã caldéia - sofreu um ataque com duas bombas que causou danos no edifício e em casas vizinhas.

Desde a invasão e ocupação do Iraque, em 2003, e a posterior explosão de violência, as igrejas e mesquitas sofreram dezenas de atentados.

Dezenas de milhares de cristãos tiveram que fugir para o exterior ou se refugiar na província de Ninawa ou na região autônoma do Curdistão.

Antes de 2003, a população cristã do Iraque superava os 800 mil e calcula-se que cerca de 250 mil saíram do país desde então.

Além disso, um grupo de homens armados assassinou hoje o diretor-geral do departamento de Vigilância Financeira da província de Kirkuk, Aziz Rezqu Misan, de credo cristão.

Um grupo de desconhecidos parou o carro de Misan, o obrigou a sair e atirou nele. EFE am/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.