Ataques aéreos israelenses matam seis palestinos na Faixa de Gaza

(Atualiza balanço de vítimas) Gaza, 17 jun (EFE).- Seis milicianos palestinos, cinco deles que teriam ligação com a Jihad Islâmica, morreram hoje em três ataques aéreos israelenses no sul da Faixa de Gaza, informaram testemunhas e fontes médicas palestinas.

EFE |

Os bombardeios ocorreram de forma quase consecutiva em uma zona do sul da Faixa de Gaza, entre as localidades de Dir el-Balakh, Khan Yunes e Cidade de Gaza, confirmou o Exército israelense.

No primeiro ataque, morreram quatro milicianos que viajavam em um veículo pelo sul de Khan Yunes, segundo fontes médicas palestinas e testemunhas.

Uma porta-voz militar israelense confirmou o ataque e precisou que era destinado "contra um grupo de terroristas".

Depois, outros dois milicianos morreram em um ataque aéreo semelhante contra o carro onde circulavam pelo centro de Gaza.

Além disso, outros dois palestinos ficaram feridos no terceiro bombardeio aéreo contra seu veículo, que circulava ao leste de Dir el-Balakh.

Segundo testemunhas, todos os mortos eram ativistas armados, cinco deles da milícia armada da Jihad Islâmica - as Brigadas de Jerusalém -, enquanto não se informou a que facção pertence a sexta vítima fatal.

Um porta-voz militar israelense disse à Agência Efe que seu Exército lançou três ataques aéreos contra "grupos de terroristas" na Faixa de Gaza, dois dos quais tiveram como alvo veículos nos quais viajavam militantes palestinos.

A fonte disse que, desde a meia-noite de ontem, não foram contabilizados ataques de foguetes ou outro tipo de projéteis da Faixa de Gaza contra o território israelense.

No entanto, nesta segunda-feira, foram disparados da Faixa de Gaza pelo menos quatro foguetes Qassam, duas bombas e um foguete do tipo Grad, que elevaram para 2.495 o número deste tipo de ataque desde o início do ano, um número superior ao mesmo período do ano passado.

Os ataques ocorrem enquanto Israel e as milícias palestinas negociam há dois meses, com a mediação do Egito, um acordo de cessar-fogo temporário em Gaza. EFE sar/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG