Ataques aéreos israelenses matam palestinos em Gaza

Ao menos cinco palestinos morreram nos ataques desta quinta-feira, que ameaçam cessar-fogo declarado no início da semana

iG São Paulo |

AFP
Palestinos passam por área destruída por ataque israelense em Gaza
Ataques aéreos israelenses mataram ao menos cinco pessoas em Gaza, nesta quinta-feira, depois de foguetes lançados por militantes palestinos contra Israel feriram um bebê do outro lado da fronteira.
Os ataques israelenses, que também deixaram ao menos 30 ficaram, colocam em risco a trégua declarada pelas partes na segunda-feira passada .

Segundo a BBC, os ataques aconteceram no norte da Faixa de Gaza, de onde militantes palestinos costumam disparar seus foguetes contra Israel, e no sul, onde há túneis de contrabando que ligam Gaza ao Egito.

Fontes dos serviços de emergência em Gaza informaram que dois palestinos identificados como membros do grupo Jihad Islâmica foram mortos por foguetes das forças israelenses.

Em comunicado, o Exército israelense afirmou também que "um grupo de terroristas que disparou uma bomba contra a passagem de Erez foi alvo de um avião na Faixa de Gaza". Outras vítimas foram registradas nas imediações de um dos túneis bombardeados.

O Exército israelense declarou ainda que sua aviação havia atacado uma instalação onde se armazenavam armas no norte da Faixa de Gaza, assim como um túnel empregado para o tráfico de armamento no sul do território.

Israel afirma que os alvos foram atacados "em resposta ao disparo de foguetes desde Gaza" contra seu território na noite da quarta-feira.

A escalada da violência desta quinta-feira, após um período de calma relativamente curto, teria tido início com a morte de um comandante regional da Jihad Islâmica Ismail al-Asmar, na madrugada de terça-feira para quarta-feira.

Israel explicou que Al-Asmar estava envolvido em atividades terroristas e planejava novos atentados. Nesta quinta-feira, o jornal israelense Haaretz publicou que o militante islamita transferiu fundos aos Comitês Populares de Resistência e a três islamitas egípcios para que perpetrassem atentados.

*Com BBC e EFE

    Leia tudo sobre: israelpalestinosataquesfaixa de gazatrégua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG