Ataques aéreos israelenses deixam sete palestinos mortos em Gaza

Gaza, 20 abr (EFE).- O Exército israelense deu prosseguimento hoje à sua ofensiva aérea na Faixa de Gaza contra milicianos de diferentes grupos, ações que deixaram como saldo sete palestinos mortos.

EFE |

As vítimas das operações das últimas 24 horas são sete palestinos mortos e outros oito feridos, informaram fontes médicas de Gaza, todos eles milicianos do Hamas.

Segundo um comunicado do braço armado desta organização, os Batalhões de Ezzedin al-Qassam, os milicianos morreram em três bombardeios aéreos em diferentes áreas de Gaza.

No mais sangrento deles quatro milicianos foram alvo de um foguete quando circulavam pelo campo de refugiados de Jabalya, no norte da faixa.

O Exército israelense confirmou este ataque e um porta-voz declarou que os quatro palestinos iam lançar foguetes Qassam contra o território israelense.

Os outros dois ataques foram registrados na madrugada e na manhã de hoje.

A ofensiva acontece após o ataque do último sábado de milicianos palestinos contra a passagem de Kerem Shalom, na tríplice fronteira entre Gaza, Egito e Israel.

Dezesseis soldados israelenses ficaram feridos quando os milicianos detonaram três veículos carregados com explosivos na passagem fronteiriça, por meio da qual a Faixa é abastecida de produtos agrícolas.

Trata-se, segundo fontes militares, do ataque mais grave registrado na região desde que Israel abandonou a faixa em 2005.

Dois dos veículos, disse a porta-voz militar israelense, Avital Leibovitz, conseguiram se aproximar tanto porque os jipes foram camuflados com as cores e insígnias do Exército israelense.

Três milicianos acabaram mortos no ataque suicida, que foi liderado pelo braço armado do movimento islâmico. EFE Sa'ar/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG