Ataques aéreos de Israel matam dois homens em túnel de Gaza

GAZA - Aviões de guerra israelenses bombardearam túneis na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito no sábado, matando dois palestinos, após militantes dispararem vários morteiros contra Israel, disseram médicos.

Reuters |

AFP
Palestinos observam cratera causada por bombardeio

Palestinos observam cratera causada por bombardeio

Os médicos que alcançaram a área horas depois dos ataques disseram ter recuperado os corpos dos dois homens palestinos envolvidos na escavação de passagens subterrâneas. Segundo Israel, os túneis são usados para contrabandear armas para Gaza.

A morte dos dois homens foi a primeira fatalidade registrada desde o começo de março, quando um míssel israelense matou um militante palestino que, segundo Israel, se preparava para lançar um foguete.

Um porta-voz do Exército israelense afirmou que os ataques tinham como alvo três dos túneis utilizados para contrabandear armas para a Faixa de Gaza, perto da cidade de Rafah, na fronteira egípcia.

Israel retomou os ataques na sexta-feira contra túneis que diz serem usados para contrabando, após uma pausa de quase dois meses nos combates. Não houve mortes nos ataques aéreos de sexta-feira, realizados depois que um foguete atingiu o território israelense.

Israel afirmou que três morteiros foram atirados contra o país a partir da região norte da Faixa de Gaza no sábado, sem provocar mortes. O Comitê de Resistência Palestino, um grupo militante em Gaza, afirma que atirou os morteiros no sábado.

Leia mais sobre Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG