Ataques a famílias cristãs matam 3 e ferem 2 no Iraque

Bagdá, 27 abr (EFE).- Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas em ataques cometidos contra duas famílias cristãs na cidade iraquiana de Kirkuk, 250 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

As fontes disseram que, no primeiro incidente, que aconteceu ontem à noite, duas mulheres morreram quando um desconhecido atacou a casa delas, no sul da cidade.

No segundo ataque, cometido também ontem à noite, uma criança morreu, enquanto seu pai e seu irmão ficaram feridos quando um homem atirou neles na casa.

As duas agressões, aparentemente coordenadas, ocorreram apesar do aumento das medidas de segurança nos bairros cristãos, para evitar os ataques contra esta comunidade.

As forças de segurança se mobilizaram ao redor das igrejas de Kirkuk, onde convivem árabes, curdos, turcos e cristãos, assim como em outras cidades iraquianas, incluindo Bagdá.

Não se sabe o motivo destes ataques, mas observadores iraquianos acham que buscam forçar os cristãos a sair da cidade antes que ocorra um censo de população, uma das medidas previstas para decidir o futuro da localidade.

Kirkuk, rica em petróleo, é reivindicada pela Administração da região autônoma do Curdistão, que a considera sua capital histórica e quer incorporá-la a seu território.

No entanto, as comunidades árabes e turcomanas rejeitam as aspirações curdas.

A Constituição iraquiana estipula a realização de um plebiscito para decidir se Kirkuk passará a fazer parte da região autônoma do Curdistão ou permanecerá sob a administração direta de Bagdá. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG