Cabul, 18 jan (EFE).- Dez pessoas morreram, entre elas cinco civis, e outras 38 ficaram feridas no ataque múltiplo cometido hoje pelos talibãs em Cabul, onde as forças de segurança continuam enfrentando os insurgentes em um cinema.

Segundo o porta-voz do Ministério da Saúde Pública, Kabir Amiri, morreram no ataque cinco civis e outras 38 pessoas ficaram feridas, de acordo com dados dos hospitais da cidade.

Também morreram, até o momento, um policial e quatro insurgentes, disse o porta-voz do Ministério do Interior, Zemarai Bashary.

Embora o presidente afegão, Hamid Karzai, tenha afirmado, em comunicado, que a situação na cidade está "sob controle", as forças de segurança ainda combatem vários insurgentes entrincheirados no cinema.

Os talibãs - cerca de 20, segundo o porta-voz talibã Zabiullah Mujahid - iniciaram seu ataque de manhã, em uma área onde ficam o Banco Central, os Ministérios da Justiça e das Finanças, o Palácio Presidencial e o luxuoso hotel Serena.

De acordo com Bashary, que falou de "ataques simultâneos", os insurgentes atacaram com um projétil o Banco Central, e também um deles foi detonado em frente ao centro comercial Gulbahar, uma forte explosão que atingiu vários bairros de Cabul.

Em comunicado, a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) no Afeganistão afirmou que está cooperando com as forças afegãs para "conter agressivamente" o ataque dos insurgentes.

As autoridades cortaram as principais artérias viárias e decretaram o fechamento dos edifícios governamentais na cidade, na qual os principais hotéis também fecharam suas portas, segundo o portal afegão de notícias "Quqnoos". EFE nh-daa/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.