Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Ataque suicida na região tribal do Paquistão mata duas pessoas

Islamabad, 1 mai (EFE) - Pelo menos duas pessoas morreram hoje em decorrência de um ataque suicida cometido contra a sede de uma madraçal (escola corânica) na região tribal paquistanesa fronteiriça com o Afeganistão, segundo uma fonte oficial.

EFE |

A fonte, citada pelo canal pago "Dawn", acrescentou que o ataque ocorreu em uma região que pertence à área tribal de Khyber.

O suicida acionou a carga explosiva que carregava na entrada do escritório da organização religiosa, ferindo 15 pessoas que estavam assistindo a um sermão.

Os feridos foram levados a hospitais próximos da localidade de Peshawar, capital da Província da Fronteira do Noroeste.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousaf Raza Gillani, condenou o ataque e disse que seu Governo está comprometido a lutar contra o terrorismo em todas as suas formas e manifestações, informou a agência estatal "APP".

Tanto a faixa tribal como algumas áreas da Província da Fronteira do Noroeste são territórios nos quais os confrontos entre a insurgência talibã e o Exército são constantes.

Além disso, a inteligência americana suspeita de que na zona se escondem líderes da rede terrorista Al Qaeda.

No entanto, desde a formação do novo Executivo no Paquistão, os atentados suicidas, muito freqüentes em 2007 e no começo do ano, tinham parado.

O Governo formado após as eleições de 18 de fevereiro fixou como uma de suas prioridades melhorar a situação econômica da empobrecida região tribal para lutar contra o extremismo e o terrorismo e apostou em dialogar com aqueles que resolverem depor as armas.

Na quarta-feira, pelo menos quatro pessoas morreram em um tiroteio entre dois grupos armados que ocorreu na mesma região de Khyber. EFE igb/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG