Homem-bomba detona explosivos após reunião oficial de segurança do Afeganistão

Sete pessoas morreram, neste sábado, em um ataque suicida durante uma reunião do comando afegão com oficiais da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), na sede do governo da província de Tajar, Afeganistão. O ataque, assumido por rebeldes do Taleban, aconteceu quando um homem-bomba, vestido de policial, detonou seus explosivos. Entre os mortos, está o chefe da polícia do norte do Afeganistão, o general Mohammad Daub Daub, três soldados alemães e quatro afegãos.

Policiais afegãos observam prédio atingido pelo ataque suicida no Afeganistão
AP
Policiais afegãos observam prédio atingido pelo ataque suicida no Afeganistão
A explosão aconteceu em uma área considerada relativamente segura, o norte do país. O suicida detonou os explosivos no interior do edifício oficial depois de uma reunião de altos funcionários de segurança afegãos com o general alemão Markus Kneip, chefe da força da Otan no norte do Afeganistão. Kneip, sobreviveu ao ataque.

Membro de um grupo que combateu o Taleban em 2001, Daub era o chefe da polícia no norte do Afeganistão e é uma figura importante no país. Ex-governador de Tajar, foi vice-ministro de Interior encarregado da luta antidroga antes de ser nomeado a seu posto atual, em 2010.

* Com BBC, AFP e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.