Ataque suicida mata 38 e fere dezenas no Iraque

As explosões ocorreram também após uma série de ataques recentes de insurgentes

Reuters |

Um homem-bomba matou 38 pessoas e feriu dezenas de outras neste sábado, em um ataque contra peregrinos xiitas que estavam em uma estação rodoviária na cidade iraquiana de Samarra, afirmaram autoridades.

Foi o segundo ataque suicida esta semana na região de Samarra, onde peregrinos xiitas estão comemorando a morte de um dos 12 imãs venerados em 874. As explosões ocorreram também após uma série de ataques recentes de insurgentes, em um momento em que as forças dos Estados Unidos se preparam para uma retirada completa.

"Foi um suicida vestindo um colete com explosivos. Um soldado iraquiano tentou pará-lo, mas ele imediatamente detonou os explosivos perto de um terminal de ônibus tomado por peregrinos", disse Ahmed Abdul-Jabbar, vice-governador da província de Salahuddin, à Reuters.

Amir Hadi, prefeito da cidade próxima de Balad, para onde algumas das vítimas foram levadas, afirmou que o ataque matou 38 pessoas e feriu outras 74. A polícia em Samarra confirmou os números.

Uma fonte nas operações militares em Samarra afirmou que o ataque foi promovido por um suicida vestindo um colete com pelo menos 10 quilos de explosivos.

"Há mulheres e crianças entre eles", disse uma fonte da polícia no hospital de Samarra sobre as vítimas do ataque.

Na quinta-feira, oito pessoas morreram e 30 ficaram feridas quando um carro-bomba explodiu próximo a um grupo de peregrinos xiitas em direção a Samarra (100 quilômetros ao norte de Bagdá).

Samarra abriga o santuário e a mesquita de al-Askari. Peregrinos viajam para participar de cerimônias no local para marcar a morte de Hasan al-Askari, o 11o dos 12 imãs.

Peregrinos xiitas têm sido alvo, frequentemente nos últimos anos, da insurgência sunita que ainda é capaz de realizar ataques fatais quase oito anos após a invasão liderada pelos EUA que derrubou o ditador sunita Saddam Hussein.

Eventos religiosos xiitas eram proibidos durante o regime de Saddam.

    Leia tudo sobre: MUNDOIRAQUEATAQUETRINTAOITO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG