Ataque suicida deixa pelo menos 13 mortos e mais de 30 feridos no Afeganistão

Cabul - Pelo menos 13 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas - incluindo estrangeiros - em decorrência de ataques suicidas e de um tiroteio realizado por um grupo de supostos insurgentes que atacaram um centro comercial do centro de Cabul, informaram à agência Efe fontes policiais e do Ministério da Saúde afegão.

EFE |

O ataque começou às 6h30 locais nesta sexta-feira (23h de quinta em Brasília), quando dois suicidas detonaram as bombas que carregavam junto a um hotel e a um restaurante, disse à agência Efe o chefe do Departamento de Investigação Policial, Abdul Ghafar Sayedzada.

AFP
Soldados patrulham área do ataque em Cabul, capital do país

Segundo Sayedzada, outros dois insurgentes entraram no centro comercial Safi Landmark, que fica ao lado do hotel e é muito frequentado por estrangeiros, e iniciaram um tiroteio contra policiais, que conseguiram matá-los.

Cinco insurgentes - dois suicidas e três pistoleiros - morreram durante a ação, disse o oficial, que confirmou também a morte de três policiais, cinco civis afegãos, quatro de indianos e um italiano.

Nos primeiros contatos com jornalistas, Sayedzada afirmou que dois policiais morreram e outro ficou ferido durante o ataque.

O ataque foi reivindicado por um porta-voz talibã, que disse à agência afegã "AIP" que os suicidas estavam com armas e coletes explosivos e confirmou que seu alvo era o centro comercial.

"Não sei que está acontecendo. Escutamos o som de uma forte explosão e depois começou um grande tiroteio, que fez nossa casa tremer", disse à "AIP" um morador da zona.

Os estabelecimentos atacados ficam junto à praça Ansar no centro da cidade, região com várias hospedarias, pequenas lojas e restaurantes.

Cabul, que tem forte presença de tropas estrangeiras e desdobramento policial, foi palco de vários atentados suicidas e ataques com projéteis contra edifícios importantes nos últimos dois anos.

O último grande ataque aconteceu no último dia 18 de janeiro, em ação de comandos talibãs em vários pontos no centro da cidade, causando a morte de 12 pessoas enquanto os membros do novo Governo afegão assumiam seus cargos.

Leia mais sobre: Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG