Atentado contra posto de gás natural no centro do país também deixou 127 feridos

Pakistan_Segu: Equipes de resgate paquistanesas retiram ferido de local que foi alvo de ataque em Faisalabad, Paquistão
AP
Pakistan_Segu: Equipes de resgate paquistanesas retiram ferido de local que foi alvo de ataque em Faisalabad, Paquistão
Um ataque suicida deixou pelo menos 20 mortos e 127 feridos nesta terça-feira em um posto de gás natural na Província de Punjab, no centro do Paquistão. O país é afetado a três anos por uma onda de ataques da milícia islâmica do Taleban, que é aliada da rede terrorista Al-Qaeda.

O balanço de vítimas foi divulgado por Aftab Sheema, chefe de polícia de Faisalabad, cidade onde aconteceu o atentado. "Tememos que o número de mortos aumente porque alguns feridos estão em situação crítica", disse.

O terrorista suicida fez seu veículo, carregado de explosivos, colidir contra uma estação de abastecimento da localidade de Faisalabad, perto de um depósito de GPL (Gás de Petróleo Liquefeito). O posto de combustível ficava perto de um edifício de escritórios do governo central e "agências sensíveis" do Estado, disse Sheema, expressão normalmente usada como referência ao serviço secreto.

A estação, que fornece gás natural comprimido para veículos, ficou destruída. Escritórios da companhia aérea estatal paquistanesa próximos ao local também sofreram danos consideráveis.

Durante a última semana foram registrados outros três atentados no noroeste do Paquistão, deixando 36 mortos. De acordo com um levantamento do Instituto do Paquistão para Estudos de Paz (PIPS), em 2010 foram registrados 2.113 ataques insurgentes, terroristas ou de caráter sectário, que deixaram 2.913 mortos e 5.842 feridos.

Cenário da devastação causada por ataque em Faisalabad, Paquistão
AP
Cenário da devastação causada por ataque em Faisalabad, Paquistão
*EFE e AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.