País tem três grandes ataques em cinco dias, conforme se aproxima o prazo final para retirada das tropas americanas

Um ataque suicida deixou ao menos 19 mortos nesta segunda-feira na cidade de Taji, ao norte de Bagdá, capital do Iraque. De acordo com a polícia, um homem atirou um carro cheio de explosivos contra o portão de uma prisão. Nenhum grupo assumiu responsabilidade pelo ataque.

Iraquianos se preparam para remover carro danificado por explosão em Taji, no Iraque
AP
Iraquianos se preparam para remover carro danificado por explosão em Taji, no Iraque

Foi o terceiro grande ataque nos últimos cinco dias no país, o que evidenciou a fragilidade da segurança no Iraque num momento em que os Estados Unidos se preparam para retirar seus últimos 14,5 mil soldados até o final do ano, quase nove anos após a invasão que derrubou o ditador Saddam Hussein.

A prisão abriga supostos integrantes da Al-Qaeda e da milícia Mehdi, de acordo com autoridades. A quarta-feira era dia de visita e muitos familiares dos presos estavam na entrada.

“A van passou pelo primeiro posto de controle e antes que a polícia terminasse a vistoria”, disse uma testemunha.

Entre as 19 vítimas, 11 eram guardas. O ataque também deixou 24 feridos e dois desaparecidos. As forças de segurança fizeram um cordão humano ao redor da prisão para impedir a fuga de presos.

Além disso, em Bagdá uma explosão dentro da chamada Zona Verde – a mais protegida da cidade, onde está a Embaixada dos EUA e o Parlamento – deixou um morto e dois feridos. A causa e as circunstâncias da explosão são incertas.

O porta-voz militar de Bagdá, Qassim al-Moussawi, disse que o objetivo dos últimos ataques é “afetar negativamente o moral” das forças de segurança iraquianas. Ele disse estar esperando mais atentados conforme se aproxima a retirada americana.

“Temos informações de que grupos terroristas estão intensificando suas atividades e mobilizando toda a sua capacidade para aumentar os ataques até o fim do ano”, afirmou.

Com AP e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.