Militantes do Taleban invadem delegacia, no mais recente ataque contra forças do Afeganistão e contra o governo em Cabul

Um ataque contra uma delegacia deixou nove mortos e 12 feridos neste sábado na capital do Afeganistão, Cabul, informou o Ministério do Interior. Segundo um comunicado do órgão, três policiais, um agente de inteligência e cinco civis morreram na ação.

Três militantes armados e com explosivos no corpo - e ao menos um deles vestido com um uniforme do Exército afegão, segundo a televisão local - invadiram a delegacia, localizada perto de um dos principais mercados da cidade, do Palácio Presidencial e do Ministério da Defesa, dando início a um tiroteio que durou mais de uma hora.

Policial afegão ajuda ferido durante confrontos que se seguiram a ataque contra delegacia no centro de Cabul
AFP
Policial afegão ajuda ferido durante confrontos que se seguiram a ataque contra delegacia no centro de Cabul
Segundo relatos, um dos militantes acionou os explosivos na entrada do posto policial, enquanto os outros dois invadiram o local e deram início a um tiroteio que durou cerca de duas horas. Um porta-voz da polícia afirma que os dois militantes que invadiram o posto foram mortos. A polícia diz que a situação na capital afegã já está sob controle.

O ataque, assumido em telefonema à AFP por um porta-voz dos rebeldes da milícia islâmica do Taleban, é o mais recente de uma série contra o governo e as forças afegãs em na capital do país. Segundo a BBC, o ataque parece ser parte de uma campanha da milícia para atingir o coração do governo afegão.

Em outra área da capital, dois policiais ficaram feridos ao tentar desativar uma bomba colocada à beira de uma avenida. A polícia informa também que mais armas e explosivos foram encontrados durante buscas em outras partes da cidade.

Já na Província de Ghazni, no leste do Afeganistão, insurgentes atacaram dois comboios com suprimentos para tropas da Otan, matando quatro guardas.

Embora tenha sido expulso do poder depois da invasão americana, após os atentados do 11 de Setembro de 2001, o Taleban continua controlando diversas áreas no Afeganistão, realizando constantes ataques a alvos ocidentais e do governo.

Negociações com o Taleban

Previamente, o presidente afegão, Hamid karzai, afirmou que os EUA e outras potências ocidentais estão envolvidos em diálogos preliminares com o Taleban . As negociações de paz, segundo Karzai, estão sendo realizadas por oficiais militares estrangeiros, principalmente americanos. No entanto, o presidente afegão não deu mais detalhes sobre a natureza dos diálogos.

Segundo a BBC em Cabul, sempre houve desconfiança de que o governo de Washington estaria em contato direto com o Taleban, mas essa foi a primeira confirmação oficial desse tipo de negociação. No início deste mês, o secretário de Defesa americano, Robert Gates, disse que diálogos políticos poderiam ser realizados com o Taleban até o fim do ano.

A identidade exata dos negociadores americanos é desconhecida, assim como não se sabe se os representantes dos Estados Unidos estão dialogando com figuras com autoridade dentro do Taleban, ou apenas com mensageiros. Também se desconhece exatamente o que está sendo colocado sobre a mesa nesses diálogos.

O plano de retirada de tropas dos Estados Unidos do Afeganistão prevê para julho deste ano o início da saída dos 97 mil soldados americanos do país. O objetivo é entregar gradualmente todas as operações de segurança ao governo afegão até 2014.

*Com AP, AFP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.