Ataque no Iraque mata dirigente de partido sunita

Bagdá, 7 jul (EFE) - Um dirigente do Partido Islâmico Iraquiano, a principal legenda sunita do Iraque, morreu hoje por disparos de insurgentes em Ninawa, ao norte de Bagdá, informou a Polícia, que também disse que três policiais ficaram feridos em outro ataque.

EFE |

Fontes policiais iraquianas explicaram à Agência Efe que um grupo de insurgentes invadiu a casa de Abdul Bari Ibrahim, do Partido Islâmico Iraquiano, em Tal Afar, 60 quilômetros ao oeste de Mossul, e fuzilou-o.

Segundo as fontes, não se sabe até agora o motivo do ataque.

Por outro lado, pelo menos três policiais iraquianos ficaram feridos hoje quando uma bomba explodiu quando o comboio no qual estavam passava pelo oeste de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá.

As fontes explicaram que as vítimas foram levadas a um hospital próximo ao local da explosão.

A violência persiste em Mossul, a principal cidade do norte do Iraque, apesar de um rígido plano de segurança que entrou em vigor em 10 de maio e que conta com a participação de milhares de soldados iraquianos apoiados por tropas americanas. EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG