Tamanho do texto

Nova Délhi, 11 mai (EFE).- Pelo menos 12 policiais e um civil morreram e seis pessoas ficaram feridas em um ataque cometido pela guerrilha maoísta na região indiana de Chhattisgarh, informou hoje uma fonte policial.

Um comboio das forças de segurança formado por três veículos nos quais viajavam 41 policiais foi atacado ontem à noite por um grupo de 150 guerrilheiros maoístas no distrito de Dhamtari, explicou o subdiretor-geral da Polícia local, Girdhari Nayak, citado pela agência indiana "Ians".

Fortemente armados, os rebeldes "detonaram várias bombas e depois abriram fogo indiscriminadamente contra as tropas", explicou Nayak.

Três policiais gravemente feridos foram resgatados hoje por um helicóptero do Governo da região e transferidos a um hospital.

O comboio atacado tinha ido para Dhamtari após receber informações dos serviços de inteligência sobre uma possível reunião de guerrilheiros maoístas na região.

De acordo com a "Ians", na semana passada, 13 pessoas morreram em diferentes ataques guerrilheiros na região, entre eles sete membros das forças de segurança e um líder do partido hinduísta Bharatiya Janata Party, que governa na região.

Fontes policiais calculam em mais de 1.500 o número de mortos pela violência maoísta em Chattisgarh desde o ano 2000.

A insurgência maoísta, considerada pelo Estado indiano como um grupo "terrorista", luta para estabelecer um país independente nas regiões leste e central da Índia. EFE sp/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.