Ataque maoísta contra embarcação deixa 64 desaparecidos na Índia

Nova Délhi, 29 jun (EFE) - Pelo menos 64 agentes indianos desapareceram hoje após um ataque da guerrilha maoísta em um rio situado no leste da Índia causar o naufrágio da embarcação na qual viajavam, informou uma fonte policial.

EFE |

Os membros de um grupo especial de operações estavam em um navio no rio de Chitrakonda, na região de Orissa (leste), quando rebeldes maoístas dispararam contra eles, segundo a fonte, citada pela agência "Ians".

Os agentes, que procediam do estado vizinho de Andhra Pradesh, responderam ao ataque com disparos, mas a embarcação acabou afundando.

A guerrilha maoísta, que permanece ativa em 12 regiões indianas, pegou seu nome da aldeia bengali de Naxalbari, onde, em 1967, teve lugar uma violenta rebelião baseada na ideologia de Mao.

Considerados pela Índia como "terroristas", os guerrilheiros da região lutam por estabelecer um estado maoísta independente no leste e centro do país. EFE amp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG