Um suposto ataque de aviões não-tripulados dos Estados Unidos matou uma das mulheres de um militante do grupo Talibã no Paquistão, segundo relatos dos familiares da vítima à BBC. Dois mísseis atingiram a casa do sogro de Baitullah Mehsud, o principal comandante talebã no Paquistão.

Eles afirmam que vários familiares de Mehsud ficaram feridos no ataque na região do Waziristão do Sul. O local é um reduto do talebã e de militantes da al-Qaeda e tem sido alvo constante de ataques de aviões americanos não-tripulados.

O governo do Paquistão tem criticado estes tipos de ataques, afirmando que eles geram apoio local aos militantes rebeldes.

Ataques americanos
Quatro crianças teriam ficado feridas no ataque na quarta-feira, segundo relatos das autoridades locais.

A casa pertencia a Malik Ikramuddin, sogro de Mehsud. O sobrinho de Ikramuddin, Mohammad Iqbal Mehsud, disse à BBC que mais de 40 pessoas estavam na casa no momento do ataque, mas muitas não ficaram feridas.

Várias áreas controladas por Mehsud foram alvos de ataques americanos recentes, mas este seria o primeiro atentado envolvendo familiares do líder talebã.

As forças militares americanas não costumam confirmar a realização de ataques deste tipo.

Em março, o presidente americano, Barack Obama, havia dito que seu governo consultaria o Paquistão sobre ataques com aviões não-tripulados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.