Ataque dos EUA mata ao menos 65 no Waziristão do Sul

Pelo menos 65 pessoas morreram em um ataque com mísseis de um avião não-tripulado americano na região tribal paquistanesa do Waziristão do Sul, na fronteira com o Afeganistão, informa nesta quarta-feira a emissora local Geo TV.

EFE |

As vítimas assistiam na terça-feira a um funeral de vários militantes paquistaneses, que perderam a vida no dia anterior em um ataque similar, quando foram atingidos por dois mísseis, assinalaram várias testemunhas à emissora.

Além disso, seis supostos insurgentes foram mortos e sete ficaram feridos em outro ataque perpetrado no mesmo dia por um avião não-tripulado americano nessa região.

Três projéteis atingiram uma residência na região de Ladha, considerada um reduto do líder dos talebans paquistaneses, Baitullah Mehsud, no Waziristão do Sul, informou a emissora de TV "Dawn".

Os ataques dos EUA são frequentes nas regiões tribais paquistanesas, especialmente no Waziristão, considerado refúgio de membros da rede terrorista Al Qaeda e onde o Exército paquistanês está ultimando os preparativos de uma grande ofensiva.

Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: al-qaedaataqueeuapaquistãotaleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG