Ataque dos EUA mata 6 mulheres e 2 crianças no Afeganistão

Cabul, 18 fev (EFE).- Pelo menos seis mulheres e duas crianças morreram em um bombardeio das tropas lideradas pelos Estados Unidos que tinha como alvo refúgios da insurgência na província de Herat, no oeste do Afeganistão, informou hoje à Agência Efe uma fonte policial.

EFE |

O comandante da Polícia para a região ocidental Ikramuddin Yawar explicou que as tropas dos EUA bombardearam ontem as tendas em que viviam as vítimas.

Durante a operação, oito homens também morreram, embora Yawar não soubesse informar se eram civis ou rebeldes.

O comando dos EUA no Afeganistão informou hoje que um destacado líder talibã identificado como Gholam Yahya Akbari morreu junto a pelo menos outros 15 insurgentes em um ataque no distrito de Guzara.

Segundo um comunicado, a ofensiva aconteceu cerca de 20 quilômetros a leste de Herat, depois que as tropas americanas recebessem informações sobre a presença de supostos insurgentes na zona.

O líder insurgente, segundo as tropas da coalizão, foi responsável pelos ataques contra o edifício das Nações Unidas em Herat e contra o aeroporto da cidade, em maio e junho de 2008.

O comando militar dos EUA assegurou que, por enquanto, não tem confirmação oficial sobre a morte de civis na ofensiva e afirmou que as forças da coalizão fazem "todos os esforços" para evitar vítimas "inocentes".

A denúncia da morte dessas pessoas chega um dia depois que a ONU alertou que no ano passado mais de dois mil civis perderam a vida devido ao conflito afegão, o número mais alto desde que os talibãs foram tirados do poder em 2001. EFE lo/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG