Ataque do Taleban a centro britânico deixa mortos no Afeganistão

Atentado que deixou nove mortos marca 92º aniversário da independência do país em relação ao Reino Unido

iG São Paulo |

Homens armados invadiram a sede do British Council (agência internacional britânica para temas de educação e cultura) em Cabul nesta sexta-feira, em um ataque que deixou ao menos nove mortos. O Taleban assumiu a responsabilidade pelo atentando, que acontece no aniversário da independência do Afeganistão em relação ao Reino Unido, que aconteceu em 1919.

AP
Forças de segurança afegãs carregam policial ferido durante atentado em Cabul

De acordo com a polícia, todos os cinco agressores foram mortos e nenhum cidadão britânico está entre as vítimas, que são oito policiais afegãos e um soldado da Nova Zelândia. O governo do Reino Unido não quis informar quantas pessoas estavam dentro do prédio no momento do ataque.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, condenou o que chamou de "ataque covarde" e disse que telefonou ao primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, para agradecer o papel do país na defesa da sede do British Council.

O ataque começou quando um suicida explodiu um carro com explosivos em frente ao British Council, enquanto outro homem-bomba provocou uma explosão dentro do prédio. Policiais afegãos trocaram tiros com pelo menos três insurgentes durante cerca de cinco horas.

Um repórter da Associated Press afirmou que duas outras explosões aconteceram durante o tiroteio. Segundo ele, parte do prédio pegou fogo e a área ficou coberta por fumaça. A operação contra os insurgentes foi feita por soldados afegãos, mas militares da Otan também foram ao local.

A sede do British Council fica em uma região residencial no oeste de Cabul. Na verdade, trata-se de um complexo: um prédio de dois andares e uma casa térrea. O trabalho da agência é ajudar nações estrangeiras em questões relacionadas à educação. Os ataques desta sexta-feira também danificaram duas escolas e algumas lojas próximas.

Um porta-voz do Taleban, Zabidula Mujahid, confirmou que o ataque foi planejado para coincidir com a data da independência afegã. "Hoje (sexta) é o aniversário da nossa independência, obtida há 92 anos", afirmou. "O ataque é para lembrar este dia. Os britânicos invadiram outra vez nosso país."

Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: afeganistãoatentadocabultalebanreino unido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG