Ataque do Sendero Luminoso deixa 2 militares feridos no sudeste do Peru

Lima, 19 nov (EFE) - Dois soldados do Exército peruano ficaram feridos hoje no ataque sofrido no limite entre os departamentos de Cuzco e Ayacucho por um helicóptero que tentava ajudar uma patrulha atacada na terça-feira por supostos terroristas, com um saldo de outros dois militares lesionados.

EFE |

A nave do Comando Especial do Vale do Rio Apurímac e Jan (VRAE), com sede na localidade de Pichari, em Cuzco, foi atacada com tiros de longo alcance, segundo a "Radio Programas del Perú" ("RPP").

O helicóptero partiu com destino à zona de Bidón, na localidade de Vizcatán, onde na terça-feira supostos militantes do Sendero Luminoso abriram fogo contra uma patrulha militar e feriram dois de seus ocupantes.

Fontes militares explicaram à "RPP" em Ayacucho que a nave precisou fazer um pouso de emergência por defeitos no motor.

O confronto de terça-feira, em uma região transformada em bastião do narcoterrorismo, aconteceu dois dias depois que uma emboscada de supostos integrantes do Sendero Luminoso causou a morte de três policiais na zona de Luricocha, também em Huanta. EFE mmr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG