Ataque do Exército paquistanês mata 35 supostos talibãs

Islamabad, 6 mai (EFE).- O Exército do Paquistão atacou hoje posições rebeldes no vale de Swat, onde há oficialmente uma trégua, e matou 35 supostos talibãs, informou à Agência Efe um porta-voz militar.

EFE |

Uma fonte oficial citada previamente pelo canal de televisão "Dawn TV" disse, por sua vez, que os confrontos de hoje causaram 80 mortes, 35 delas de civis.

"Há informações sobre algumas mortes de civis, mas não posso confirmar nada disso", disse à Efe o porta-voz militar, Athar Abbas.

Segundo Abbas, os talibãs "têm o controle de várias áreas de Swat. Eles ocuparam escritórios e a residência do Administrador regional. Estamos tentando enfrentar esta situação".

A fonte assegurou que, "por enquanto, não há uma operação formal" do Exército contra os insurgentes de Swat, mas somente "respostas a seus ataques".

Em fevereiro passado, autoridades provinciais chegaram a um acordo de paz com os talibãs em Swat que previa a instauração de tribunais da "sharia" ou lei islâmica na região.

Entretanto, os insurgentes penetraram nas últimas semanas em vários distritos vizinhos a Swat, o que desencadeou uma resposta do Exército do Paquistão.

Os confrontos de hoje no vale parecem anunciar uma grande operação do vale de Swat, de onde 40 mil civis fugiram para buscar refúgio em outras regiões, segundo um cálculo da ONU. EFE igb-ja/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG