Ataque de tropas etíopes na Somália deixa 40 civis mortos

Mogadíscio, 15 ago (EFE) - Pelo menos 40 civis morreram hoje em Mogadíscio quando soldados do contingente etíope que apóia o Governo de transição da Somália atiraram contra dois ônibus que circulavam em uma cidade próxima à capital.

EFE |

O incidente aconteceu em Arbiska, aonde chegavam os dois veículos, um procedente de Afgoye, na divisa com a Etiópia, e o outro de Mogadíscio, contaram por telefone à Agência Efe testemunhas.

"As tropas etíopes abriram fogo contra um dos ônibus e mataram os 30 passageiros que estavam nele", disse Hassan Yare, cujos filhos morreram no incidente.

Segundo a testemunha, os soldados atiraram depois contra o segundo veículo de transporte e mataram outras dez pessoas.

Outro morador da área, Osman Siyad, que passou pelo local horas depois do tiroteio, disse que ele tinha contado 35 corpos jogados na estrada, mas que não podia confirmar se outros já tinham sido retirados.

Não se sabem os motivos do ataque, mas acredita-se que os soldados etíopes tenham suspeitado de que nos ônibus viajavam pessoas armadas.

Aparentemente, diferentes tropas etíopes foram atacadas três vezes durante a manhã de hoje, a primeira com uma bomba que detonou quando um dos caminhões nos quais estavam passava pelo local e outras duas por grupos de insurgentes fundamentalistas islâmicos que dispararam contra eles.

O grupo Al-Shabab, ala militar da antiga União das Cortes Islâmicas da Somália (UCI), intensificou nas últimas semanas os ataques contra tropas do Governo de Transição Somali e os soldados etíopes. EFE aa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG