Jerusalém, 2 abr (EFE).- Um menor israelense de 13 anos morreu e outro de 7 anos ficou gravemente ferido por arma branca em um ataque cometido hoje por um palestino em um assentamento judaico, informou o Canal 10 da televisão israelense.

O ataque aconteceu em Beit Ayin, do grande bloco de assentamentos de Gush Etzion, no distrito cisjordaniano de Belém.

Segundo a imprensa local, o atacante palestino trabalhava na colônia e conseguiu agredir os dois menores porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).

Após o ataque, houve tiroteios no assentamento, aparentemente por residentes ou efetivos de segurança do mesmo que dispararam contra o atacante, que, no entanto, conseguiu escapar, acrescentou a imprensa.

Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada.

No mês passado, dois oficiais de Polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão.

O grupo que assumiu a autoria daquele ataque disse que foi para vingar a morte do dirigente militar do Hisbolá, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.

Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramala.

O ataque de hoje ocorre um dia depois da entrada do novo Governo em Israel, que, a princípio, rejeita continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (EUA), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense. EFE db/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.