Ataque de mulher suicida em Diyala mata três membros do Conselho de Salvação

Bagdá, 21 abr (EFE).- Pelo menos três membros de um Conselho de Salvação das milícias sunitas que lutam contra a Al Qaeda morreram hoje em um ataque cometido por uma mulher suicida contra um posto de controle em Baquba, na província de Diyala, nordeste do Iraque.

EFE |

O atentado também deixou cinco feridos, entre eles duas mulheres e uma menor, informaram fontes policiais iraquianas.

As mesmas fontes disseram que uma mulher detonou o cinto de explosivos que estava preso ao corpo junto com um posto de controle conjunto das forças iraquianas e do Conselho de Salvação situado no oeste de Baquba, capital de Diyala, 65 quilômetros ao nordeste de Bagdá.

Ataques semelhantes ocorreram nos últimos dias em Diyala, reduto do grupo terrorista Al Qaeda, e mataram dezenas de pessoas, entre milicianos e civis.

Os Conselhos de Salvação se transformaram em alvo freqüente dos ataques da Al Qaeda em todo o Iraque, especialmente nas províncias do norte e do oeste do país.

Além disso, pelo menos seis pessoas ficaram feridas devido aos tiros procedentes de um carro que circulava em grande velocidade pelo bairro xiita de Zayona, no leste de Bagdá, e que abriu fogo contra as pessoas que passavam sem nenhuma razão aparente, segundo os dados oferecidos pela Polícia.

Em Kirkuk, 250 quilômetros ao norte de Bagdá, um membro da União Patriótica do Curdistão (UPK), partido do presidente iraquiano, Jalal Talabani, ficou ferido após a detonação de um explosivo colocado embaixo de seu veículo, quando ia para o trabalho, no centro da cidade. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG