Ataque de milícia islâmica a mercado na Somália deixa 10 mortos

Johanesburgo, 8 ago (EFE).- Pelo menos dez civis morreram e outros dez ficaram feridos hoje no mercado Bakara, de Mogadíscio, a capital da Somália, por causa de um bombardeio realizado por um grupo desconhecido, mas que acredita-se que pertença à milícia fundamentalista islâmica Al-Shabab.

EFE |

A rede informativa somali "Shabelle" cita em seu site testemunhas que contam como foi o bombardeio, que afetou principalmente os setores de venda de cereais e roupa do mercado Bakara, o principal centro de comércio e negócios da capital somali.

Segundo as fontes, as explosões forçaram os habitantes a fugir das zonas divisórias ao mercado, por temor de que os atacantes, como aconteceu em ocasiões anteriores, apontassem depois seus morteiros em direção às casas que circundam o centro comercial.

A "Shabelle", que também tem uma rádio local na área de Mogadíscio, informa que o número de vítimas poderia aumentar, pois houve bombardeios em outras áreas dessa capital.

Os ataques aconteceram pouco depois que o presidente do Governo Federal de Transição (TFG, em inglês), o xeque Sharif Sheik Ahmed, retornou a Mogadíscio após ter se reunido na quinta-feira com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, em Nairóbi.

Em entrevista após se reunir com o líder somali, Hillary disse que o país "vê de forma muito séria a ameaça que o grupo radical islâmico Al-Shabab representa para a Somália e o resto do mundo".

EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG