Ataque de maoístas mata 16 policiais no oeste da Índia

Nova Délhi, 21 mai (EFE).- Pelo menos 16 agentes policiais, entre eles cinco mulheres, morreram hoje baleados por membros da guerrilha maoísta na região de Maharashtra, oeste da Índia, informaram fontes policiais.

EFE |

Segundo as fontes, citadas pelas agências indianas, os agentes tinham lançado uma operação contra um grupo de guerrilheiros em uma zona florestal do distrito de Gadchiroli quando foram atacados por um grupo de rebeldes fortemente armados.

O superintendente de Polícia Srihari Munde afirmou que o ataque ocorreu às 16h30 (8h de Brasília), e que entre as vítimas há um inspetor.

Munde explicou que as autoridades enviaram reforços das forças de segurança ao local do ataque e aos municípios vizinhos.

Em fevereiro, 15 membros das forças de segurança morreram em um ataque semelhante nesse mesmo distrito.

A guerrilha maoísta, conhecida na Índia como naxalita após protagonizar uma revolta na aldeia bengali de Naxalbari em 1967, reivindica uma revolução agrária de corte comunista e controla várias zonas do centro e leste do país, onde tem vários campos de treinamento e procura o apoio da população rural. EFE mb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG