Um importante chefe do braço armado da Jihad Islâmica morreu nesta quarta-feira em um ataque da aviação israelense contra Gaza, que deixou ainda um ferido grave, revelou o próprio movimento radical islâmico.

"Khaled Kharb Khalad Shaalan, alto dirigente das Brigadas Al Qods (braço armado) da Jihad Islâmica, morreu após ser ferido" em um ataque israelense, revela um comunicado.

Hamzia al-Najah, braço direito de Khalad Shaalan, ficou ferido gravemente, destaca a nota.

Uma fonte médica palestina informou que outros cinco palestinos foram feridos no ataque.

O alvo foi um veículo que circulava na zona do campo de refugiados de Jabaliya, nos arredores da cidade de Gaza, no qual viajavam membros das Brigadas Al Qods, disse à AFP um porta-voz do movimento radical, prometendo vingança.

Um porta-voz do Exército hebreu confirmou que o ataque tinha como alvo Khaled Kharb Khalad Shaalan, que "foi morto".

Segundo a TV israelense, o alvo era autor de vários disparos de foguetes contra Israel a partir do norte da Faixa de Gaza.

Os tiros de foguetes do território palestino contra o Estado hebreu têm prosseguido, apesar da trégua em vigor desde 18 de janeiro, após a ofensiva militar israelense contra a Faixa de Gaza que matou mais de 1.300 palestinos em três semanas.

A operação israelense teve por objetivo declarado acabar com os tiros de foguetes e morteiros da Faixa de Gaza contra o Estado hebreu, mas desde o final da operação mais de 120 disparos atingiram o território de Israel.

sa/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.